Um (breve) olhar sobre o metaverso e os setores de turismo, eventos e lazer.

Atualizado: 13 de jan.


Inicialmente, é preciso dizer que este texto traz apenas uma brevíssima reflexão sobre o emergente e importante tema do METAVERSO e algumas ponderações sobre seus possíveis desdobramentos nos setores do turismo, lazer e eventos.

Para começar, aprendi que há uma diferença entre modismo, tendência

e megatendência. As duas primeiras (como o leitor pode inferir) são mais suaves em termos dos impactos em nosso dia a dia, mas a última (a megatendência) essa sim, gera mudanças profundas, disruptivas e definitivas em nossas vidas.


Para mim, o metaverso é uma megatendência!

Justifico: não fosse uma megatendência, não veríamos grandes marcas correndo ao estilo “Corrida do Ouro” em busca de um bom posicionamento nesse novo espaço, entre essas grandes marcas podemos citar: Coca-Cola, Facebook, Nike, Adidas, Gucci, Balenciaga, Tesla, Disney entre muitas e muitas outras. Uma breve pesquisa no Google e já nos deparamos com inúmeros estudos, textos, livros, podcast e vídeos que falam sobre o metaverso e a coisa só começou.


A minha vontade de escrever esse texto surgiu a partir de uma palestra brilhante, proferida no último dia 15 de dezembro de 2021, pelo Walter Longo: “Metaverso - Onde Você Vai Viver e Trabalhar em Breve” (disponível no Youtube). Fiquei realmente muito impactada com o que ouvi e aprendi. Não deixe de assistir, vale a pena!