top of page

Mostre o seu Trabalho

Atualizado: 7 de ago. de 2023

Não deixe o Medo apagar a sua LUZ!

 

Quantas vezes você já se viu diante da encruzilhada, hesitando à beira do precipício de compartilhar suas ideias, projetos ou criações com o mundo?


É como estar no limiar da criatividade, com sua essência criativa gritando dentro de você, enquanto a incerteza e a autocrítica te abraçam em um abraço de ferro. Esse sentimento, tão íntimo e universal, é um dos paradoxos mais fascinantes da experiência humana: o medo da exposição.


Supere o Medo!

No entanto, vale lembrar que esse medo, embora humano e compreensível, também é um inimigo ardiloso do progresso. É como uma força magnética invisível que mantém nossas criações e realizações trancadas em uma câmara selada, longe dos olhos curiosos e da apreciação pública. Em um mundo onde a conexão e a troca de ideias são tão essenciais, ceder ao medo é como enterrar um tesouro que poderia enriquecer a vida de outros e inspirar novos horizontes.


Imagine um pintor apaixonado, mergulhado nas profundezas de sua paleta e cavalete, dedicando anos incansáveis para dominar a mistura de cores e a textura da tela. Ele cria obras de arte que emanam de sua alma, mas, paradoxalmente, hesita em compartilhá-las com o mundo. Ele tem medo do fracasso e da rejeição...


A tragédia reside no fato de que, ao optar por manter suas criações abrigadas na segurança da obscuridade, ele renuncia à oportunidade de receber feedbacks valiosos, que poderiam moldar sua jornada e iluminar caminhos inexplorados.

No entanto, há aqueles que desafiam o medo, são os heróis que erguem a bandeira da coragem e decidem expor suas criações ao mundo.


Imaginem quantos artistas maravilhosos o mundo perderia se eles não tivessem conseguido vencer o medo da crítica e tivessem guardado seus trabalhos. A jornada para a exposição nunca é (via de regra) isenta de inquietações internas.


Quando temos algo para como uma palestra (por exemplo) sofremos o ataque feroz de vozes internas da dúvida contrapondo-nos com a convicção da qualidade de nossas criações, é a tal Síndrome da Impostora (já senti muito isso). Mas, das vezes que superei meus medos e enfrentei minha tarefa (com dedicação) vi florescer nos corações de quem me ouvia ou assistia (no caso de aulas, palestras, mentorias etc) a conexão humana que tanto buscava e continuo a buscar.


Portanto, à medida que consideramos a batalha entre o medo e o desejo de compartilhar, lembremo-nos das palavras de Austin Kleon em seu livro "Mostre o seu Trabalho":


"Compartilhar o processo de criação, mesmo que seja imperfeito e inacabado, é uma demonstração poderosa de autenticidade e humildade".

É um lembrete de que cada criação, por mais modesta que pareça, possui o potencial de inspirar, desafiar e conectar.


Quando encaramos o medo e nos lançamos com audácia no fluxo da exposição, estamos, de fato, abrindo um portal para o progresso, não apenas para nós mesmos, mas para todos que têm a sorte de testemunhar a jornada da nossa criatividade.


Se você gostou desse texto e acredita que ele pode ajudar alguém, mostra esse trabalho!


Ficarei muito feliz em saber que essas palavras ajudaram alguém!


CURADORIA

(para te inspirar e ampliar o assunto)


  • Filmes: "O Fabuloso Destino de Amélie Poulain", "Coco Antes de Chanel", "À Procura da Felicidade".

  • Livros: "O Poder do Agora" de Eckhart Tolle, "Faça Acontecer" de Sheryl Sandberg.

  • Artigos:

    1. "A Coragem de se Destacar: Como Enfrentar o Medo de Ser Diferente" - Revista Você S/A.

    2. "Vencendo a Síndrome do Impostor: Dicas para Superar o Medo de Não Ser Bom O Suficiente" - Harvard Business Review.

    3. "A Importância de se Arriscar no Mundo dos Negócios" - Exame.


133 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Commenti


bottom of page